22/11/2018

Grupo de Teatro Rio Branco: O berço do herói

O Grupo de Teatro Rio Branco trouxe para os palcos da escola a montagem da peça “O Berço do Herói", de Dias Gomes, e, mais uma vez, encantou o público, que riu, se emocionou e aplaudiu de pé o talento e o empenhos dos 84 alunos-atores.

As apresentações aconteceram nos dias 12 e 13 de novembro, na Unidade Higienópolis, e 21 e 22 na Unidade Granja Vianna, e o espetáculo teve a direção de Vanessa Bruno e codireção de Livia Vilela.


"O Berço do Herói", de Dias Gomes

A peça "O Berço do Herói", que deu origem à novela Roque Santeiro, foi escolhida pelos alunos, em uma votação, após um processo de integração entre os estudantes, trabalho de corpo e voz, leitura de textos teatrais, verificação de referências para ampliação do universo cultural, improvisação de cenas e um estudo sobre a obra e seu autor. Assim, a peça contou com cenas escritas pelos alunos, assim como canções autorais e danças especialmente compostas para este espetáculo.

Os alunos assistiram à trechos da novela, comparando a linguagem televisiva de hoje em contraste com a década de 1980 e, também, o documentário "Happy", que traz perguntas e ações para uma vida mais satisfatória e feliz.

“Defrontamos essas escolhas com as ações dos personagens da peça que vivem e lucram com a morte de um herói. Discutimos sobre o que realmente pode trazer felicidade às pessoas e fizemos uma reflexão sobre o consumismo”, explicou a professora Vanessa.

Saiba mais sobre o autor

Dias Gomes (1922-1999) foi romancista, dramaturgo, autor de telenovelas e membro da Academia Brasileira de Letras. Escreveu uma dezena de peças teatrais, entre elas "O Bem Amado" e o maior êxito de sua carreira, pelo qual se tornou internacionalmente conhecido, "O Pagador de Promessas". Esta última foi adaptada para o cinema em 1962 e tornou-se o primeiro filme brasileiro a receber uma indicação ao Oscar e o único a ganhar a Palma de Ouro em Cannes.

"O Berço do Herói", escrita em 1965, foi proibida de ser apresentada no dia da estreia. Somente dez anos mais tarde a peça estreou nos Estados Unidos. Adaptada para a televisão com o nome de "Roque Santeiro", também foi proibida no dia de sua estreia. Somente em 1985, com a abertura política, o público pôde conferir a novela que é considerada uma das maiores audiências do gênero.

 

Galeria de fotos