05/09/2017

Cultura Japonesa: alunos aprendem sobre o país e fazem origami

Os alunos do 9° ano do Ensino Fundamental do Colégio Rio Branco, Unidade Granja Vianna, durante as aulas de Geografia, estudaram sobre os aspectos geográficos e culturais do Japão.

Na atividade, aprenderam, dentre outros aspectos, a importância do Origami na cultura japonesa e puderam colocar a mão na massa durante uma oficina, e bater um papo com o comissário de bordo e especialista sobre essa arte milenar, Alexandre Sperandio.

Durante o bate-papo, os alunos aprenderam sobre a história do Origami e, ainda, conheceram um pouco sobre o convidado, profissional da aviação há quase 30 anos. Alexandre contou como iniciou sua carreira na aviação, como o Origami entrou na sua vida e se tornou, também, uma profissão rentável durante muitos anos.

A atividade foi organizada pelos professores Ivone Cafazzo e o professor Samuel Luna.

 


Os alunos durante a oficina de Origami

Conheça sobre o significado da palavra Origami?

Origami (do japonês: ???, de oru, “dobrar”, e kami, “papel”) é a arte tradicional japonesa de dobrar o papel, criando representações de determinados seres ou objetos com as dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la.

Não tem como falar do origami tsuru e não se lembrar da história de Sadako Sassaki, uma menina de 12 anos que foi vítima da doença da bomba atômica, a leucemia. Sadako queria dobrar mil tsurus, na tentativa de ter o seu pedido atendido, isto é, ser curada da sua doença. Infelizmente, ela morreu antes de dobrar os mil grous, mas sua história ganhou asas e hoje é conhecida mundialmente.

Em sua homenagem, em janeiro de 1957, foi construída uma estátua de bronze no Parque Memorial da Paz no centro de Hiroshima, onde ela segura um tsuru gigante. A inscrição gravada na pedra em frente ao monumento, diz: “Este é o nosso grito. Esta é a nossa oração. Para a construção da paz no mundo”.

 

Galeria de fotos